Covid-19: Vírus já infectou 4.312 pessoas em Luanda

Luanda é a província com maior número de infecções por Covid-19 (4.312), seguindo-se o Zaire (116), Cabinda (103), Benguela (62), Huambo (50) e Cuanza-Norte (26), informou, ontem, o secretário de Estado para a Saúde Pública.

Fonte: JA

No habitual encontro com jornalistas sobre a evolução da pandemia em Angola, Franco Mufinda disse que além do maior número de infecções, a capital lidera, também, o gráfico de mortes, com 161 óbitos. Seguem-se as províncias de Benguela (três), Bengo, Cuando-Cubango e Huambo com dois óbitos cada.

Em relação à recuperação de pacientes, Franco Mufinda informou que a província de Luanda conseguiu recuperar 1.564, seguindo-se o Zaire (69), Huambo (24), Cuanza-Norte (também 24) e Benguela (10). As províncias do Moxico e Lunda-Sul não registaram, até ao momento, recuperação de pacientes.

Recuperados 68 pacientes

O país registou nas últimas 24 horas a recuperação de 68 pacientes, 46 novos casos positivos e a morte de três angolanos. Do número de recuperados, 11 foram registados no Cuanza-Norte e 57 na província de Luanda.  Relativamente às novas infecções, foram identificadas 45 em Luanda e uma no Bengo. Franco Mufinda esclareceu que os infectados têm idades entre 22 e 82 anos, sendo 31 do sexo masculino e 20 do sexo feminino.

Na capital os casos foram identificados nos municípios do Kilamba Kiaxi, Viana, Belas, Cazenga, Cacuaco e nos distritos urbanos da Ingombota e Maianga. Em relação às mortes, Franco Mufinda informou que se trata de dois homens com idades entre 40 e 45 e uma mulher de 62 anos.  Com estes dados, o país tem 4.718 casos confirmados, dos quais 174 óbitos, 1.707 recuperados e 2.837 activos. Deste número, 13 estão em estado crítico a receber

tratamento por ventilação mecânica invasiva, 15 em situação grave, 37 são considerados moderados, 94 com sintomas leves e 2.837 assintomáticos.  O secretário de Estado informou que nos centros de tratamento da Covid-19, a nível do país, estão internados 484 doentes. Em quarentena institucional estão 669 cidadãos e 5.903 sob investigação epidemiológica.

Nas últimas 24 horas, três pessoas que estavam em quarentena institucional tiveram alta, todas na província do Cunene. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) registou, ontem, 36 chamadas, sendo duas denúncias de casos suspeitos e as restantes relacionadas a pedidos de informação sobre a pandemia.

No capítulo laboratorial, Franco Mufinda informou que, nas últimas 24 horas foram processadas 1.596 amostras, das quais 46 foram positivas. Desde o início da pandemia foram processadas 86.809 amostras, que resultaram em 4.718 positivas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *