Chinho foi assassinado ao lado de uma jovem

O serviço de Investigação Criminal (SIC) fez saber hoje, aos jornalistas, que ‘tem nas suas selas’ um dos suspeitos de ter morto o ex-jogador da selecção Nacional, João dos Santos de Almeida, também conhecido por Chinho.

De acordo com Fernando Carvalho, porta-voz do SIC-Luanda, o suspeito só não foi apresentado aquando da sua detenção por causa da Covid-19.

“Já há um detido, só não presentamos o acusado de ter assassinado o Chinho, porque começou logo a acontecer a situação da Covid-19 e, na altura em que o individuo foi detido, não nos possibilitava apresentar, em função de haver outros elementos foragidos, e para não ferir a instrução do processo”.

De acordo com o oficial de investigação criminal, o processo foi remetido ao Ministério Público em Fevereiro, e as investigações continuam.

Questionado sobre o envolvimento de agentes do SIC na ‘execução’ do futebolista, Fernando Carvalho disse desconhecer qualquer envolvimento dos seus colegas.

Lembra-se que a antiga estrela da Selecção Nacional de futebol e do Petro de Luanda, foi morto à tiro na manhã de 08 Julho de 2019, no bairro Sapú, município do Kilamba Kiaxi, em Luanda.Chinho

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *